Cinema, documento e visitante

Posted on 5 dezembro 2006

7


Sim, o mundo dá voltas. Uma por dia em geral. Sendo assim, coisas acontecem, pessoas vêm, pessoas vão…

O quadrimestre (aqui não é semestre, é quadrimestre) terminou e começaram o que eu chamo de meias-férias. “Meias” porque ainda tenho compromissos que cumprir. Sim, aqui a p… do quadrimestre não acaba quando terminam as aulas, mas sim só depois que você rinde los finales. Que seria isso? Bom, render as finais (tradução tosca porém válida) significa estudar que nem um cavalo para prestar um exame oral tendo como banca três professores diferentes da mesma cátedra. Para quem nunca fez nenhuma prova com banca, isso tudo está me parecendo meio assustador. Por ser assustador, estou estudando bastante para chegar o mais preparado possível lá na frente da trindade e não fazer feio.

Como o quadrimestre terminou, terminamos também o nosso curta, que já disponibilizei no VocêTuba (YouTube), junto com alguns outros trabalhos da facul e os making offs todos. De qualquer forma, para quem está com preguiça de ir até lá, clicar no link ou sei lá o quê, estou disponibilizando todos aqui mesmo:

Calcado de Nueve Reinas

Notem que o som não ficou sincronizado por motivos maiores à minha pessoa. Esse foi o primeiro trabalho em vídeo que fizemos. Nosso objetivo era copiar uma cena do filme Nove Rainhas.

Bloopers (making off) de Nueve Reinas

Inmigrante moderno

Trabalho sobre os diferentes tipos de lente que se pode usar (tele, normal e grande-angular).

Le monologue de la statue


Trabalho de Iluminação e Câmera que consiste em apresentar, da maneira que for, como quiser, uma estátua.

Por fim, o curta que fizemos, Maletín, com os bloopers (making off).

Por ora é isso.

Mudando de assunto, tenho o prazer de informar aos incautos leitores que agora Camilo de la Croix e eu, Magoo de la Lumière, já somos cidadãos estrangeiros com cédula de identidade. Ou seja, estamos absolutamente legais. Não que não estivéssemos antes. Estávamos tramitando os documentos. Agora, porém, já somos argentinos… arghhh

E para terminar, temos uma nova moradora em casa, mas a sua história eu só vou contar depois… É muito triste para pôr junto de tudo isso aqui.

Posted in: Uncategorized