O calcanhar de Aquiles

Posted on 20 dezembro 2006

1


Se levarmos em conta que em cada ano temos dois semestres e que em três anos teremos seis semestres, podemos dizer, com uma conta mental muito simples, que um semestre é equivalente a um sexto de um triênio. Sendo assim, eu, que recém terminei o meu primeiro semestre de Cinema, posso dizer que dei cabo ao primeiro sexto do meu objetivo dos próximos três anos. Muito bom. Parabenizo-me a mim mesmo.

Agora, pode-se pensar que encarar a coisa toda desse jeito é estruturar-se demais. Eu vejo a questão pelo ponto de vista oposto. Tendo uma boa idéia de para quê vim e para onde quero ir, pensar em sextos, quintos e terços é bem prático. Fora que faz a minha cabeçola aqui tão humanóide pensar um pouco em exatitudes. Aliás, isso meio que fez falta hoje. Explico-me: hoje tinha que fazer uma prova oral de Iluminação e Câmera. Só isso já é de assustar para alguém que nunca foi de saber a ordem exata dos diafragmas (1, 1.4, 2, 2.8, 4, 5.6, 8, 11, 16, 22, 32, 45), a correlação das cores (as primárias em cinema, ao contrário de pintura, são o vermelho, o verde e o azul; a soma dos três é o branco; a ausência dos três é o preto; se você juntar duas cores primárias você obtém uma secundária, que são o amarelo, o ciano e o magenta; e por aí vai…), a temperatura das cores e das “coisas” (sol ao meio-dia tem 5500K, uma vela tem entre 1700 e 2000K, dependendo da sua intensidade, uma lâmpada de tungstênio alógena tem 3200K), a transferência do sinal de vídeo (sua TV, meu caro leitor, se for PALM, tem 625 linhas que funcionam do alto para baixo, da esquerda para a direita, dos números ímpares para os pares, tendo uma frequência de quadro de 50Hz; NTSC é 60Hz), etc. Mas tudo bem, que estamos aqui para isso mesmo, para estudar. De forma que estudei, e bastante, e mesmo assim apanhei das leis da física, química e o car… a 4. Mas passei, com uma nota, no meu ponto de vista, não muito satisfatória, mas passei, sobretudo para quem estava indo tão bem quanto eu estava indo. Mas é assim mesmo, cada um tem sua fraqueza: Aquiles, o seu calcanhar; Popeye, a Olívia Palito; Super-homem, a criptonita; Barcelona, o Inter… eu, Iluminação e Câmera. Como diriam, então, os argentinos, ¡Remá, boludo, tenés que remar!

A partir de hoje, caros senhores, se Deus e Alá quiserem e a preguiça não bater mais forte na hora de postar, haverá em cada post um pequeno adendo sobre alguma coisa, um bônus desse mero mortal que vos fala. Vamos então ao que viemos:

Sugerencia del troesma

Fato: o VocêTuba é o grande amigo daqueles que não têm televisão. Isto posto, a dita pessoa que vos fala estava disfrutando de algumas imagens que se formam por uma série de pontos que se subdividem em RGB e que viajam à velocidade de 300.000 km/s (puta falta que ela faz, meu p… de óculos) quando se deparou com o seguinte vídeo: um presente de recordação do governo da cidade de Buenos Aires ao Príncipe de Gales quando da sua visita à capital argentina em 1925. Ignorem a trilha sonora, que é horrível. Valem as imagens…




Posted in: Uncategorized