O esquecimento total na Sibéria do Sul

Posted on 31 maio 2007

1


Tem feito frio aqui. Não há como negar. Tem dia que faz 9, como hoje, tem outros que faz 5, outros 3, outros 2 e uns que tem chegado a 0 ou -1. Fresco, em resumo. E por estar fazendo semelhante clima, em que é que se cai? Em comer mais, em sair de casa menos e em vestir-se com mais roupas.

A primeira das conseqüências de estar fazendo frio (comer mais) faz com que o pánceps cresça um pouco. Natural e esperado. A segunda faz com que você comece a amar mais do que nunca a sua caminha, as suas cobertas e a todas as suas meias (tenho uma bem grossa que é a minha segunda paixão). A terceira, por fim, faz com que você tire as roupas velhas de inverno do armário, ponha-as para tomar um sol e arejar e as vista com todo o afã. Além disso, faz com que um outro fenômeno, assaz estranho, bizarro e, se quiserem, freek venha à tona: o completo esquecimento das partes do seu corpo. Tem feito frio há tanto tempo que, por exemplo, por estar usando meias e mais meias direto, já não lembro mais do meu pé. Tenho ainda, é claro, uma imagem vaga dele guardada em algum lugar da minha mente, sinto-o às vezes (nas poucas vezes que saio e nas quais invariavelmente fico com frio nele(s)), mas é quase como se ele já fosse uma parte alheia a mim. Bizarro. A mesma coisa acontece com os joelhos e bunda. Não há Cristo que me faça ficar mais de 30 segundos nu depois de sair do banho. Me enxugo e roupa o mais rápido possível. Caso contrário, possível congelamento.

Agora, enquanto os pés padecem deste fenômeno do esquecimento total, as mãos sofrem de não-mais-sensação-de-tato! Enfermidad peligrosísima. Remédio? Luvas, se elas não me incomodassem a tal ponto que prefiro passar frio que usá-las. Sendo assim, o fenômeno do esquecimento total acaba ocorrendo também com as mãos, já que já esqueci o que é senti-las quentinhas e a gusto.

Sugerencia del troesma

No inverno, compre luvas e meias de lã de lhama! Caso tenha alergia ou sinta-se incomodado com semelhante tecido, ¡jodete!, que já não tem mais jeito.

Our freek world

Parece que as reclamações públicas deste que vos fala fizeram com que o piqueteiro-mor movesse a sua bunda e nos brindasse com mais uma de suas pérolas: Tesouro encontrado. Sobre isso, digo: achado não é roubado, quem perdeu é retardado!

Posted in: Uncategorized