Fuckin’ fog

Posted on 8 junho 2007

0


Agora que sou um falastrão também no idioma maldito, me dou o direito de soltar umas nesta língua para mim tão insólita. Não que essas umas sejam muitas, mas já são algumas, o que é mais que nada! I’m fuckin’ happy, man!

Introdução feita, peço a todos que se sentem em suas cadeiras, que respirem fundo com o intuito de diminuírem as batidas de seus corações e se acalmarem, ou melhor, se prepararem para uma péssima notícia que vou lhes dar. Não é uma boa notícia, isso não é.

Lembram vocês do nosso amigo Pato-Perro, fatídico inimigo dos tupiniquins de Little Horse? Sim? Pois bem. E se lembram que esse meliante, sujeitinho sem caráter, baixo e vil, tinha se aliado com a gangue dos murciélagos, com a dupla dinâmica dos flanelinhas, com o movimento Anti-Torres de Caballito e ainda com a Nena? Lembram-se? Pois então, Pato-Perro, inimigo público número 1 deste descendente de bugre que vos fala (é, parece que tenho um bisavô que era um bugre legítimo; cuidado comigo então, porque os bugres eram uma das piores tribos de canibais da antiga Terra Brasilis), reuniu mais forças. Além de já ter tomado a rua, os ares e a esquina de casa, resolveu agora tomar toda a cidade com mais uma de suas artimanhas quaquaquaqüísticas. Usou de algum feitiço ou magia desconhecida e soltou em toda a cidade de Buen Ayre/Bons Ares/Bons Airs/Good Airs/Kalói Aéroi uma peste que tem assolado a cidade desde a madrugada de anteontem. Tal bruxaria, chamada tão-simplesmente por mim de fuckin’ fog tem atacado com severidade os brazuquins do já citado bairro de Poneyhood. Desde ontem que todos os vôos nacionais (impedindo-nos de pedir ajuda de fora) estão cancelados; as estradas foram postas em estado de alerta (uns tantos zé-ruelas conseguiram desrespeitar o alerta e deram de frente com alguns caminhões, o que gerou um senhor acidente na 19) e os entregadores de empanadas entraram em greve por acharem perigoso demais sair em uma noite como aquela. Fuckin’ Duck-Dog! Trancar o aeroporto nacional e cancelar todos os vôos, tudo bem. Fazer com que adoradores de Maradona se estropeiem, triste porém não me afeta. Agora, entregadores de empanadas em greve já é demais! É afronta demais. Praticamente uma declaração de guerra. E como tal, aceito e digo: vencê-lo-emos, caro, Pato-Perro! Prepare-se para uma derrota iminente e eminente. Isto posto, construir-se-ão trincheiras entre nossa calçada e a do Pato-Perro. Nós, aqui de cima, infernizaremos a vida dele até que nos peça trégua ou, em idioma mais humano, peça água.

A 3ª Guerra Mundial começa: Pato-Perro e suas tropas de morcegos x Tupiniquins de Poneyhood.

Sugerencia del troesma

EM GREVE.

Our freek world

A partir de hoje, não desestimulem os seus filhos a jogarem videogame; isso pode dar frutos: Moleque profissional dos games.

Posted in: Uncategorized