5 casamentos e nenhum funeral

Posted on 11 setembro 2007

0


Este, de fato, foi o ano dos casórios. Começamos com Marmota Peluda e dona Tatinha frente ao Todo-Poderoso. Festerê, conversê e bucho cheio. Alguns meses depois, já seu Gros Caco e Guidalina juntaram suas tralhas oficialmente. Lua-de-mel aqui em Buenos Aires. Na seqüência, Pri e Márcio se casaram às pressas e também vieram passar aqui a lua-de-mel. Alguns poucos dias depois, O Príncipe e Lilian casaram num mó festerê, também vindo passar a lua-de-mel aqui. Por fim, Nena e Carola, na última quinta-feira, se casaram no civil, com festa de arromba na sexta (embora eu tenha ido embora às 4h, teve festa até às 9h).

Se formos pensar que dos 5 casais que casaram 3 vieram passar a lua-de-mel aqui, que 1 dos casais é daqui e que o presente do único casal que não veio para cá foi comprado aqui, chegamos à conclusão que Buenos Aires é sinônimo de casamento e de ajuntamento. Quem serão os próximos? Cuidado, senhoras e senhores, porque aqueles que pisarem em terras argentinas correm o sério risco de se casarem em seguida.

Sugerencia del troesma

Estou viciado em um escritor sueco fantástico. Seu nome é Henning Mankell. Quem quiser um bom policial, não hesite em ler Os cachorros de Riga ou A Leoa Branca.

Our freek world

Coisas de Camilo.

Posted in: Uncategorized