Butucaland

Posted on 19 janeiro 2008

6


Sempre partícipe desta intrépida tarefa de reinventar o mesmo, fui passar uns dias na Ilha do Mel, aonde não ia há anos. A última vez tinha sido com Barbosa, Céline e Ariana. Desta vez, no entanto, com Duim.
No frisson de uma conversa de bar regada a narguilé em uma quarta-feira de madrugada, Duim tem a grande idéia: “Vamos para a Ilha?” Eu, sempre de prontidão e daquele meu jeitão, respondo: “Mas só se for agora!”. E fomos bem cedinho. Não passava das 9h já estávamos lá molhando os pés na água e se preocupando em não voltar vermelho de queimado para casa. Eu pelo menos me cuidei, peguei uma cor e ainda não me queimei. Ponto para mim!

E, ainda tomado pela intrépida tarefa, pedi que Duim me levasse a lugares que eu ainda não conhecia. Ela me levou à Gruta e à praia do Nhô Jeca, que, diga-se de passagem, vaut le coup! Pena não termos foto de lá.

Mas a maior experiência de todas foi o nosso encontro com o monstro da Gruta. Era um serzinho desprezível, meio peludo, meio barrigudo (de cerveja, de cerveja) que veio vindo em direção à câmera com seu andar mambulenque e tentou nos atacar. Por sorte, nossa destreza foi maior e conseguimos fugir das suas garras. Um registro foi feito, para não dizerem depois que sou um mentiroso. Confesso que desconfio que haja alguma conexão internacional com nosso grande e impiedoso inimigo Pato-Perro. O cramunhão sempre está presente.

E para depois não me dizerem que tiveram pesadelos de noite, uma fotinho mais feliz!


Shots taken directly from Butucaland by Duim, the courageous girl!

Posted in: Uncategorized