A mexerica

Posted on 4 setembro 2008

1


Dentre todas as coisas que faço nesta minha humilde vida, uma delas é me dar o direito de encontrar os erros dos outros. Erros de escrita, deixe-se claro. Sim, além de animador de torcida de Winning Eleven, futuro aspirante a açougueiro e repositor de galão de água, também sou revisor. Aliás, minha profissão atual.

Mas o que faz, mais especificamente falando, um revisor? Ora, corrige ortografia, concordância, sintaxe e estrutura do texto/frase, mantendo tudo dentro de um padrão previamente determinado. Em linhas gerais, é isso que faz um revisor.

E para aqueles que trabalham comigo, que imagem fazem da minha função? Além de te verem como o fiscal da concordância das boas maneiras gramaticais, você também serve como dicionário ambulante.

Ô, revisor, mexerica é com “me” ou com “mi”? – Com “me”, minha flor.

Ô, revisor, “à vista” vai com crase ou não? – Vai sim, sô.

Ô, revisor, se “à vista” vai com crase, “a prazo” não devia ir também? – Não, pequeno panda.

Ô, revisor, “chuncho” é com “ch” ou com “x”? – Cê agá!

Ou como o “cara chato dos pontos finais”.

Veja bem, aqui, em tese, deveria ir dois-pontos, não um hífen.

Ou como um cara “inteligentchi”.

Ô, revisor, você que é um cara inteligente, me diga aí o que você acha de…

O que dizer? São os oços do ofíssio.

Posted in: Uncategorized