Suecos | Pär Lagerkvist

Posted on 7 outubro 2009

8


Andei descobrindo um escritor sueco chamado Pär Lagerkvist. Ele foi ganhador do Nobel de Literatura em 1951. Eis aqui um trecho de seu livro Encontro com o mar, cheio de sabedorias da vida:

— Quando pela primeira vez embarquei neste navio — continuou, depois de algum tempo —nunca tinha visto o mar. Muitas outras coisas vira: demasiadas. Vira gente: gente em demasia. Mas nunca o mar. Por isso jamais compreendera nada, nunca entendera coisa alguma. Como se poderá compreender algo da vida… compreender e penetrar nas pessoas e nas suas vidas… antes de aprender do mar? como ver através de suas lutas e vazias ambições estranhas, enquanto não olharmos para o mar, que é ilimitado e suficiente em si mesmo? Enquanto não aprendermos a pensar como o mar e não como essas criaturas inquietas que se imaginam a caminho de algum lugar e têm essa viagem pela coisa sobre todas importante, e para as quais seu termo é o significado e o propósito da vida. Enquanto não aprendermos a deixar-nos levar pelo mar, a render-nos totalmente a ele, e a cessar de atormentar-nos por causa da justiça e da injustiça, da verdade e do erro, do bem e do mal, por causa da salvação, da graça e da condenação eterna, por causa do diabo e de deus e suas estúpidas contendas. Enquanto não nos tornarmos tão indiferentes e livres como o mar e não nos deixarmos levar, sem destino, para o desconhecido, totalmente entregues ao desconhecido: à incerteza como a única certeza, única coisa realmente digna de confiança depois que tudo foi dito e feito. Enquanto não aprendermos tudo isso.

Pilgrim på havet

Pilgrim på havet